Museu Nacional Vive

Menu de navegação

ApresentaçãoCompromissosGovernançaLinha do TempoNotíciasCronogramaGalerias de ImagensVídeosResgate de acervosPerguntas FrequentesSala de imprensaFale ConoscoEventosExposiçõesEducativoDiálogosDoaçãoCooperaçãoPatrocíniosInstitucionais

Cooperação

O Projeto Museu Nacional Vive é resultado de uma cooperação técnica firmada entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e o Instituto Cultural Vale e conta com uma estrutura de governança inovadora para sua gestão.

A Reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho; a Diretora e representante da Unesco no Brasil, Marlova Noleto; e o Vice-Presidente Executivo de Relações Institucionais e Comunicação da Vale, Luiz Eduardo Osorio, na assinatura do Termo de Cooperação. (Créditos: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Marlova Jovchelovitch Noleto, Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, destaca que a Organização coloca à disposição sua expertise e conhecimento técnico na área de museus e salvaguarda de patrimônio para superar os desafios operacionais do projeto. “O objetivo é que essa importante instituição cultural, acadêmica e científica seja devolvida às sociedades brasileira e internacional. O Museu Nacional tem valor histórico e relevância incomparável para a humanidade”.

Para Denise Pires de Carvalho, Reitora da UFRJ, “a cooperação da UNESCO e do Instituto Cultural Vale com a UFRJ está sendo fundamental para a execução do projeto Museu Nacional Vive com excelência, seriedade e muita competência. Queremos devolver o Museu Nacional para a sociedade brasileira o mais rápido possível, afinal estamos falando de uma das instituições científicas mais antigas do país”.

De acordo com o Vice-Presidente Executivo de Relações Institucionais e Comunicação da Vale, Luiz Eduardo Osorio, “o compromisso da Vale com o projeto Museu Nacional Vive está conectado com o nosso comprometimento com o Rio de Janeiro e com a identidade cultural brasileira. Temos orgulho de participar desse processo de reconstrução por meio de uma parceria tão inovadora que, além do aporte de recursos, prevê compartilhamento da experiência e do conhecimento que acumulamos em gestão de museus e centros culturais. Trabalharemos fortemente nesta cooperação técnica para recuperar um patrimônio que é de toda a sociedade”.

PROJETO MUSEU NACIONAL VIVE